Tags

, , , , , , , ,

foto-rioturdivulgac%cc%a7a%cc%83o

Foto: Riotur/Divulgação

Melhores blocos carnavalescos no Rio

Banda de Ipanema – A banda foi criada em 1964 por Albino Pinheiro e o diretor de arte Ferdy Carneiro e pela turma do “O Pasquim”.

Cordão da Bola Preta – Criado em 1918. sua sede, está a todo vapor, na Lapa. Durante o desfile, a banda interpreta marchinhas e sambas. Em 2012, a madrinha do bloco é a atriz Desirée Oliveira  do Zorra Total.

Simpatia é Quase Amor – Criado na época do movimento diretas já e a torcida do Flamengo, teve Bussunda como rei momo. Hoje, reúne milhares de foliões e tem samba-enredo próprio.

Carmelitas – Criado em 1991, o bloco se concentra na frente do convento das Carmelitas em Santa Teresa, centro do Rio. Ali as freiras permanecem enclausuradas. Dizem que história é que uma carmelita não resistiu à folia e, numa sexta-feira de carnaval, pulou o muro para brincar. De véu, ela não teria sido identificada e, na terça-feira, voltou ao convento sem que sua ausência fosse notada.

Suvaco do Cristo – Fundado em 1985 por um grupo de amigos. O nome foi inspirado em Tom Jobim, que morava no Jardim Botânico e certo dia disse que sua casa ficava no “suvaco” do Cristo.

Monobloco – Idealizada em 2000 pela banda Pedro Luís e a Parede, o grupo de percussão Monobloco virou um bloco carnavalesco. Atualmente, o desfile do encerra o carnaval do Rio, no domingo posterior à terça-feira “gorda”. Por ser o último suspiro da folia, arrasta mais de um milhão de foliões pela avenida Rio Branco, no centro do Rio. Este ano, o homenageado é Caetano Veloso.

Advertisements